REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/24910
Tipo: Dissertação
Título: Dona Flor e seus dois maridos: traços de uma narrativa neopicaresca
Título(s) alternativo(s): Dona Flor and her two husbands: traces of a neopicaresque narrative
Autor(es): Siqueira, Adriana Carolina de
Primeiro Orientador: Darin, Leila Cristina de Melo
Resumo: A presente pesquisa visa analisar o romance Dona Flor e Seus Dois Maridos (1968), do escritor baiano Jorge Amado, em busca de traços que o aproximem ou distanciem da estética neopicaresca proposta por González em seu livro A Saga do Anti-Herói (1994). que por sua vez foi inspirada na narrativa picaresca, surgida na Espanha do século XVI, no período dos Áustrias. A pesquisa tem por objetivo relacionar a suposta adoção do estilo narrativo neopicaresco por Jorge Amado como uma estratégia de expressão literária do erótico feminino silenciado no contexto ficcional de Salvador dos anos 1940, uma vez que tanto a estética picaresca quanto a neopicaresca se propõe a exprimir a voz da parcela excluída e marginal da sociedade. A pesquisa desenvolvida possui cunho qualitativo e baseou-se em um levantamento e análise de dados bibliográficos para responder ao problema da pesquisa. A análise se deu a partir do estudo da voz do narrador e do desenho das personagens no romance Dona Flor e Seus Dois Maridos, traçando possíveis paralelos entre a obra amadiana e o romance pícaro Lazarilho de Tormes (1554), de Autor Anônimo, e o romance neopícaro, também considerado o primeiro romance brasileiro da malandragem, Memórias de Um Sargento de Milícias, de Manuel Antonio de Almeida (1853). Analisando a situação social da mulher no Brasil nos séculos XIX e XX e embasados historicamente e socialmente pelos livros Histórias Íntimas (2014), 9 Histórias das Mulheres no Brasil (2017) e História do Amor no Brasil (2019), escritos e organizados pela historiadora Mary del Priore, avançamos para a discussão dos conceitos literários da picaresca, malandragem e da neopicaresca à luz das teorias de Antonio Candido em seu ensaio Dialética da Malandragem (1970) e Mario Miguel González em seus livros A Saga do Anti-Herói (1994) e O Romance Neopicaresco (1988). Em um terceiro momento, ponderamos sobre o romance Dona Flor e Seus Dois Maridos analisando seu foco narrativo, a construção de suas personagens, sua relação com o universo laboral e a presença do erotismo na narrativa, relacionando-os com a estética da neopicaresca, entendida como estilo literário de crítica e denúncia social
Abstract: This thesis analyzes the literary novel Dona Flor e Seus Dois Maridos (1968), written by Jorge Amado, in search for aspects that bring it closer or distance it from the neopicaresque aesthetic proposed by González (1994) in his book A Saga do Anti-Herói (1994), which was inspired by the picaresque narrative originally from Spain, in the 16th century, during the period of House Habsburg. The goal of this thesis is to relate the assumed adoption of the neopicaresque narrative style by Brazilian writer Jorge Amado with the literary expression strategy of the female eroticism being silenced in the fictional scenario of the city of Salvador in the 1940’s, considering that both the picaresque and the neopicaresque aesthetics have the purpose of giving voice to the marginalized part of society. The research developed herein is qualitative and based on survey and analysis of bibliographic data with the aim to reach answers. The analysis was made based on the study about the voice of the narrator and the design of the characters, drawing potential parallels between Amado’s novel, Dona Flor e Seus Dois Maridos, the picaresque novel Lazarilho de Tormes (1554), written by an Anonymous Author, and the neopicaresque novel Memórias de um Sargento de Milícias (1853), written by Manuel Antonio de Almeida, the latter being considered as the first Brazilian roguish literary novel. From the analysis of the 11 social situation of women in Brazil during the 19th and 20th centuries, and with historical basis provided for by the literary works Histórias Íntimas (2014), Histórias das Mulheres no Brasil (2017) and História do Amor no Brasil (2019), all written and organized by historian Mary del Priore, we enter the debate about the literary concepts of the picaresque, the roguish, and the neopicaresque in view of Candido’ theory in his essay Dialética da Malandragem (1970) and González (1994)’s theory in his books A Saga do Anti-Herói (1994) and O Romance Neopicaresco (1998). In another moment, we contemplate the novel Dona Flor e Seus Dois Maridos, analyzing its narrative focus, the design of its characters and their relationship with work and, also, the presence of eroticism in the narrative, relating it all to the neopicaresque aesthetic, a literary genre known by its criticism and complaints on social matters
Palavras-chave: Literatura Brasileira
Jorge Amado
Neopicaresca
Narrador
Feminino
Brazilian literature
Jorge Amado
Neopicaresque
Narrator
Feminine
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::TEORIA LITERARIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Citação: Siqueira, Adriana Carolina de. Dona Flor e seus dois maridos: traços de uma narrativa neopicaresca. 2021. Dissertação (Mestrado em Literatura e Crítica Literária) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2021.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/24910
Data do documento: 15-Out-2021
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Adriana Carolina de Siqueira.pdf617,42 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.