REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/4471
Tipo: Dissertação
Título: O zumbi como personagem midiático: desdobramentos políticos
Autor(es): Oliveira, André
Primeiro Orientador: Greiner, Christine
Resumo: O personagem zumbi faz parte da imaginação humana há muitos séculos, no entanto, nos últimos vinte anos tem constituído a chamada cultura zumbi que ocupa diferentes ambientes midiáticos como a mídia impressa, audiovisual e uma pluralidade de manifestações urbanas (festivais, festas, performances etc). O objetivo desta dissertação é identificar como as novas versões dos zumbis constituem, mais do que mero entretenimento, uma metáfora política, representando a desqualificação da vida humana (vida nua) e o limiar entre a vida e a morte. O corpus da pesquisa reúne desde o filme pioneiro Night Of The Living Dead (1968), dirigido pelo cineasta George Romero, até experiências recentes (cinema, quadrinhos, fotografias, imagens de internet). A metodologia alia pesquisa bibliográfica e análise de imagens selecionadas em diversas mídias. Integram o contexto teórico, os estudos políticos do gênero ficcional baseado no cinema de terror ou body horror propostos por Benjamin Noys (2005) e a análise dos chamados Mortos-Vivos de Auschwitz, conhecidos como Muselmann , e transformados em um dos importantes paradigmas da filosofia política contemporânea por Giorgio Agamben (2008). O estudo da implicação da vida natural do homem nos mecanismos e nos cálculos do poder será ainda abordado tendo como referência a área da comunicação, através da teoria corpomídia (KATZ & GREINER, 2005). O resultado esperado é a problematização de uma certa apatia, representada pelos zumbis, que caracteriza algumas dimensões fundamentais do comportamento social hoje, na vida e em seus diversos ambientes midiáticos
Abstract: Zombies have been part of people s imagination for many centuries. However, for the last twenty years, a zombie culture has been developed and it has been taking its place throughout different types of media, such as audiovisual and press. Moreover, this culture has also been present in people´s celebrations and manifestations, for example: festivals, parties, performances, etc. The purpose of this dissertation is to identify how the new versions of zombies constitute not only a form of entertainment, but also a political metaphor, representing the disqualification of human life (bare life) and the fine line between life and death. This research comprises from the pioneer movie Night Of The Living Dead (1968), directed by filmmaker George Romero, to recent work related to films, comic books, photographs and images found online. The methodology brings together bibliographical research and the analysis of images which were selected from diverse media. The theoretical context is formed by the political studies of the fictional genre, which are based on body horror, proposed by Benjamin Noys (2005), and the analysis of Auschwitz Living Dead, known as Muselmann and transformed into one of the important paradigms of contemporary political philosophy by Giorgio Agamben (2008). The study of the way man s natural life influences power mechanisms will be carried in the field of communication throughout the corpomidia theory (KATZ & GREINER, 2005). The expected result is the questioning and discussion of the apathy that is brought by zombies, which characterizes some of the fundamental dimensions of current social behavior in society and in the media
Palavras-chave: Zumbi
Corpomídia
Vida nua
Filmes de horror
Zombie
Corpomidia
Bare life
Horror movies
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: BR
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Comunicação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Citação: Oliveira, André. O zumbi como personagem midiático: desdobramentos políticos. 2012. 112 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4471
Data do documento: 30-Nov-2012
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Andre Oliveira.pdf60,74 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.