REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/24872
Tipo: Tese
Título: Um território chamado Florbela
Autor(es): Goor, Iracema
Primeiro Orientador: Malufe, Annita Costa
Resumo: A presente tese de doutorado consiste na investigação acerca da construção territorial na poética de Florbela Espanca (1894-1930), tendo por base o conceito de “território” cunhado pela filosofia de Gilles Deleuze e Félix Guattari. Neste sentido, procura mapear os movimentos e deslocamentos na produção da poeta por meio de uma visita ao conjunto de sua obra, a partir da cartografia dos tipos de relações presentes nos poemas com o elemento terra. a saber: a terramãe, a terra-pátria e a terra-corpo. Para percorrer essa linha de investigação, o pensamento de Gilles Deleuze e Félix Guattari funcionou como um rizoma, constituindo-se um sistema aberto para muitas entradas e saídas, e um entrelaçamento com a intensidade das sensações que permeiam a obra da poeta, tendo por objetivo apresentar a construção de um território múltiplo, que extrapola a visão mais corriqueira de uma poética representativa da terra alentejana. O trabalho está dividido em três partes, que correspondem aos três capítulos da tese. Na primeira, objetiva-se construir a atmosfera em que nasce o processo criativo da poeta, sobrevoando as terras alentejanas e as relações que constituíram seu entorno. Na segunda, a fim de se percorrer o território Florbela, trabalhou-se com os primeiros projetos da poeta, em que a questão da terra enquanto cultura portuguesa, e mais precisamente a do Alentejo, era mais explicitamente presente. Na terceira, chega-se à abordagem mais ampla do ritornelo na Constelação Florbeliana, a partir da leitura dos poemas mais maduros, em que o elemento terra, natureza e cultura, amplia-se para a terra-corpo. A pesquisa nos levou a descobrir que, para além de ter cantado a sua terra e a sua gente, o território poético em Florbela avança no sentido de um espraiamento que não delimita, não estanca, e avança rumo à descoberta de novas terras, não restritas à pátria e à mãe natureza, ainda que intimamente com elas relacionadas
Abstract: The present doctoral dissertation consists in an investigation about the territorial construction in the of Florbela Espanca (1894-1930) poetics, based on the concept of “territory” coined by the philosophy of Gilles Deleuze and Félix Guattari. In this regard, it seeks to map the movements and displacements in the poet's production through a visit to her work as a whole, based on the cartography of the types of relations presented in the poems with the earth element. namely: the motherland, the homeland and the earth-body. To follow this line of investigation, the thought of Gilles Deleuze and Félix Guattari worked as a rhizome, constituting an open system for many inputs and outputs, and an intertwining with the intensity of the sensations that permeate the poet's work, aiming present the construction of a multiple territory, which goes beyond the most common vision of a poetics representative of the Alentejo land. The doctoral dissertation is divided into three parts, which correspond to the three chapters of the thesis. In the first, the objective is to build the atmosphere in which the poet's creative process is born, over the Alentejo lands and the relationships that constituted its surroundings. In the second, in order to travel through the Florbela territory, we worked with the poet's first projects, in which the issue of land as a Portuguese culture, and more precisely Alentejo´s culture, was more explicitly present. In the third, we reach a broader approach to the refrain in the Florbelian Constellation, based on reading of more mature poems, in which the earth, nature and culture element expands to the earth-body. The research led us to discover that, in addition to having sung about its land and its people, the poetic territory in Florbela advances towards a spread that does not delimit, does not stop, and advances towards the discovery of new, unrestricted lands. to the homeland and to mother nature, even though intimately related to them
Palavras-chave: Literatura Portuguesa
Florbela Espanca
Deleuze e Guattari
Portuguese Literature
Florbela Espanca
Deleuze and Guattari
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::TEORIA LITERARIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Citação: Goor, Iracema. Um território chamado Florbela. 2021. Tese (Doutorado em Literatura e Crítica Literária) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2021.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/24872
Data do documento: 10-Dez-2021
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Iracema Goor.pdf3,54 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.