REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/24320
Tipo: Dissertação
Título: Conhecimento da população de Itapetininga – SP sobre o descarte de medicamentos
Autor(es): Silva, Jacqueline Pereira da
Primeiro Orientador: Morgado, Flávio
Resumo: Introdução: A preocupação com a administração correta de fármacos para o tratamento e cura de doenças é tão relevante que os procedimentos adequados para o descarte de medicamentos inutilizados ficam em segundo plano, fato que contribui para a eliminação do fármaco no lixo comum domiciliar e/ou na rede de esgoto através do vaso sanitário ou pia. O descarte incorreto no meio ambiente causado pelo desconhecimento da população pode levar a contaminação da água, do solo, animais e humanos. Objetivos: Avaliar a forma de descarte de medicamentos em desuso pela população da cidade de Itapetininga/SP e propor uma intervenção educacional para o descarte consciente de medicamentos. Métodos: Trata-se de um estudo quantitativo, transversal, exploratório, realizado na cidade de Itapetininga/SP com 182 sujeitos que frequentam os estabelecimentos de saúde privados e públicos. Os locais foram selecionados nas quatro regiões e no centro da cidade. Para a coleta de dados, aplicou-se um questionário referente ao descarte dos medicamentos da “farmácia caseira”. Resultados: A coleta de dados ocorreu no período de outubro de 2019 a janeiro de 2020. Segundo o informado pelas 182 pessoas, somente 2,7% faziam o descarte dos medicamentos corretamente; Em 14,8% das “farmácias caseiras”, não havia sobra de medicamentos, possivelmente pelo uso contínuo; 77% podiam causar dano ambiental pelo descarte no lixo comum (48%), pia ou vaso sanitário (23%) ou de outras maneiras incorretas (6%), e 5,5% de outras condutas. Dos 182 respondentes, 65% guardavam os medicamentos em desuso para uso posterior, mostrando o problema da automedicação, e 10% doavam para vizinhos, parentes etc., mostrando também a perda de rastreabilidade. Conclusão: A pesquisa mostrou um baixo percentual de descarte correto. Há a necessidade de educação ambiental para os casos de descarte incorreto, de educação sobre automedicação para os casos de guarda para uso posterior, e de alertas sobre a perda de rastreabilidade para os casos de doação para outras pessoas
Abstract: Introduction: The concern with the correct administration of drugs for the treatment and cure of diseases is so relevant that the appropriate procedures for the disposal of unused drugs are in the background, a fact that contributes to the disposal of the drug in the common household waste and/or sewage system through the toilet or sink. The incorrect disposal in the environment caused by the lack of knowledge of the population can lead to contamination of water, soil, animals, and humans. Objectives: To evaluate the way of disposing of drugs in disuse by the population of the city of Itapetininga/SP and to propose an educational intervention for the conscious disposal of drugs. Methods: This is a quantitative, cross-sectional, exploratory study carried out in the city of Itapetininga/SP with 182 subjects attending private and public health establishments. The sites were selected in the four regions and the city center. For data collection, a questionnaire was applied regarding the disposal of drugs from the "home pharmacy". Results: The data collection took place from October 2019 to January 2020. According to the 182 subjects, only 2.7% disposed of the drugs correctly; in 14.8% of the "home pharmacies", there was no surplus of drugs, possibly due to continuous use; 77% could cause environmental damage by disposal in common garbage (48%), sink or toilet (23%) or other incorrect ways (6%), and 5.5% of other conducts. Of the 182 respondents, 65% kept the drugs in disuse for later use, showing the problem of self-medication, and 10% donated to neighbors, relatives, etc., also showing the loss of traceability. Conclusion: The survey showed a low percentage of correct disposal. There is a need for environmental education for cases of incorrect disposal, for education about self-medication for cases of custody for later use, and warnings about the loss of traceability for cases of donation to other people
Palavras-chave: Logística reversa
Resíduos de serviços de saúde
Resíduos sólidos. descarte de medicamentos
Reverse logistics
Health services waste
Solid waste
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde
Citação: Silva, Jacqueline Pereira da. Conhecimento da população de Itapetininga – SP sobre o descarte de medicamentos. 2021. Dissertação (Mestrado em Educação nas Profissões da Saúde) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Sorocaba, 2021.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/24320
Data do documento: 11-Mar-2021
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Jacqueline Pereira da Silva.pdf2,73 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.