REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/24007
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorValverde, Juliana de Almeida-
dc.contributor.advisor1Junqueira, Maria Aparecida-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2011734818180394pt_BR
dc.date.accessioned2021-11-23T21:16:15Z-
dc.date.available2021-11-23T21:16:15Z-
dc.date.issued2021-01-29-
dc.identifier.citationValverde, Juliana de Almeida. Escrever: navegações a um canto por vir. 2021. Tese (Doutorado em Literatura e Crítica Literária) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/24007-
dc.description.resumoEste trabalho é um impulso ao movimento de uma escrita que se experimenta navegando à percepção da própria paisagem por vir de escrever. A hipótese é a de que seu desaguar potencialize encontros com o princípio criativo e seus segredos, transbordando para navegares além, ao considerar que o acontecimento de uma escrita (o sujeitar-se ao movimento dela) promove o experienciar ligado a metamorfoses de tempo, espaço e sujeito. Objetiva abeirar os segredos da escrita ao mistério do canto das sereias; questionar como a presença de uma escrita pode se desdobrar via percepção em diferentes paisagens de escrever; caminhar a uma fenomenologia do escrever criativo; indagar as ligações da lembrança e da sensação com a criação; e atentar ao escrever que está a caminho, levando em conta a errância e o recomeçar, incessantes, que o colocam no meio, sem início ou fim. Justifica-se pela ampliação da fortuna crítica voltada à escrita criativa, contribuindo para a difusão dos estudos relacionados ao fazer (artístico), pelos vieses dos fazedores. Ecoa principalmente ideias do ensaio “O canto das Sereias”, de Maurice Blanchot (2005), evocando as metamorfoses pela experiência em Marcel Proust (1988); bem como a poética da paisagem e o sujeito perceptivo em Michel Collot (2013); a fenomenologia da percepção em Merleau-Ponty (2018); o rizoma e o corpo sem órgãos em Deleuze e Guattari (2011; 2012); e o Sensacionismo em Fernando Pessoa (1974). Aposta em um formato mais experimental e associa-se a uma vertente de trabalho científico do campo literário que visa a contribuir com a aproximação ciência e artept_BR
dc.description.abstractThis study is an impulse towards the movement of a writing that experiences itself navigating through the perception of a landscape to come of writing. The hypothesis is that its outflow potentiates encounters with the creative principle and its secrets, overflowing to further navigations when considering that a writing event (the act of subjecting oneself to the writing movement) promotes an experience tied to time, space, and subject metamorphoses. The aim of this study is: to approach from the secrets of writing to the mystery of the song of the sirens; to question how the presence of a writing can unfold itself via the perception in different landscapes of writing; to move towards a phenomenology of the creative writing; to inquire the links of recollection and sensation with the creation; and to pay attention to the writing that is on the way, taking the errancy and the recommencement into account, both incessant, putting the writing in the middle, without beginning or end. This work is justified by the expansion of the critical fortune on creative writing, contributing to the dissemination of the studies related to the (artistic) creation, from the creators’ perspective. We echo mainly ideas from the essay “The Song of the Sirens”, by Maurice Blanchot (2005), evoking the metamorphoses through the experience in Marcel Proust (1988); as well as the landscape poetics and the perceptive subject in Michel Collot (2013); the phenomenology of perception in Merleau-Ponty (2018); the rhizome and the body without organs in Deleuze and Guattari (2011; 2012); and Sensationism in Fernando Pessoa (1974). This study takes a chance on a more experimental format and is associated with scientific work in the literary field that aims to contribute to bringing science and art closer togetheren_US
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPESpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de São Paulopt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artespt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsPUC-SPpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literáriapt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEscrita criativapt_BR
dc.subjectO canto das sereiaspt_BR
dc.subjectPoética da paisagempt_BR
dc.subjectCreative writingen_US
dc.subjectThe song of the sirensen_US
dc.subjectLandscape poeticsen_US
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::TEORIA LITERARIApt_BR
dc.titleEscrever: navegações a um canto por virpt_BR
dc.typeTesept_BR
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Juliana de Almeida Valverde.pdf1,19 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.