REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/21913
Tipo: Dissertação
Título: Avaliação formativa na aprendizagem baseada em problemas: fortalezas e fragilidades
Título(s) alternativo(s): Formative evaluation in problem-based learning: strengths and weaknesses
Autor(es): Iamada, Cristina Forti
Primeiro Orientador: Senger, Maria Helena
Resumo: Introdução: os cursos de Medicina têm se adequado às novas Diretrizes Curriculares Nacionais, utilizando metodologias ativas de ensino-aprendizagem, dentre elas, a Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP). Na ABP busca-se que o aluno aprenda a aprender com autonomia e, neste contexto, o modo pelo qual os estudantes são avaliados também deve ser observado, especialmente na sua dimensão formativa. Objetivos: identificar as fragilidades e as fortalezas na aplicação da avaliação formativa nas sessões tutoriais da ABP em um curso de Medicina; analisar a funcionalidade do instrumento utilizado; esclarecer a compreensão dos discentes e docentes sobre essa avaliação. Materiais e métodos: realizou-se um estudo de caso, com grupos focais de 29 alunos e 14 docentes de uma instituição de ensino superior privada. O material foi analisado conforme a análise de conteúdo, modalidade temática, na perspectiva da Teoria Fundamentada em Dados (TFD). Resultado: a análise temática resultou em quatro categorias (avaliar para aprender; feedback: para o bem e para o mal; mudança da cultura tradicional na educação; utilização do instrumento de avaliação) e 12 subcategorias. Os participantes consideraram a avaliação formativa importante para o processo de ensino-aprendizagem e compreenderam as características envolvidas nessa avaliação. Como obstáculos foram descritos a falta de cultura para sua prática, o despreparo de tutores, a dificuldade em gerir o tempo para sua execução e as dúvidas na utilização do instrumento institucional. Os resultados compuseram um arcabouço utilizando-se da TFD. Conclusão: professores, alunos e instituição de ensino comprometidos com a avaliação formativa são imprescindíveis para a sua realização. A mudança para uma perspectiva autoavaliativa e de independência do aluno necessita uma construção coletiva. Há necessidade de uma educação permanente e troca de experiências. A reflexão gerada pela discussão durante os grupos focais auxiliou a modificação de itens do instrumento de avaliação
Abstract: Introduction: Medicine courses have adapted to the new National Curricular Guidelines, using active teaching-learning methodologies, among them, Problem- Based Learning (PBL). In PBL, students are expected to learn with autonomy and, in this context, the way the students are evaluated should also be observed, especially in their formative dimension. Objectives: Identify weaknesses and strengths in the application of formative evaluation in the PBL tutorial sessions in a medical course; analyze the functionality of the used instrument; clarify the understanding of the students and teachers about this evaluation. Material and Methods: A case study was conducted with focus groups of 29 students and 14 teachers from a private higher education institution. The material was analyzed according to content analysis, thematic modality from the perspective of Grounded Theory. Result: Thematic analysis resulted in four categories (evaluate to learn, feedback: for good and bad, change of traditional culture in education, use of evaluation tool) and 12 subcategories. The participants considered the formative evaluation as important for the teaching-learning process and understood the characteristics involved in this evaluation. The obstacles described were the lack of culture for its practice, the lack of preparation of tutors, the difficulty in time managing for its execution and the doubts in the institutional instrument use. The results comprised a framework using Grounded Theory. Conclusion: Teachers, students and educational institution committed to the formative evaluation are essential for its accomplishment. The shift to a self-rated perspective and student independence requires collective construction. There is a need for ongoing education and exchange of experiences. The reflection generated by the discussion during the focus groups helped to modify items of the evaluation instrument
Palavras-chave: Aprendizagem Baseada em Problemas
Avaliação educacional
Educação Médica
Problem-Based Learning
Education - Evaluation
Medical Education
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde
Citação: Iamada, Cristina Forti. Avaliação formativa na aprendizagem baseada em problemas: fortalezas e fragilidades. 2018. 105 f + 138 f. Anexos. Dissertação (Mestrado em Educação nas Profissões da Saúde) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Sorocaba, 2018.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21913
Data do documento: 10-Out-2018
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação nas Profissões da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Cristina Forti Iamada.pdf7,82 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir
Cristina Forti Iamada - Grupos Focais.pdfGrupos Focais1,01 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.