REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/17209
Tipo: Dissertação
Título: Laço conjugal homoerótico
Autor(es): Hermann, Maurício Castejón
Primeiro Orientador: Pacheco Filho, Raul Albino
Resumo: Ao constatarmos a existência de assassinatos aos homossexuais, formulamos, através de uma fundamentação ética, a hipótese de existir conjugalidades homoeróticas que pudessem ser conceptualizadas fora do conceito de estrutura perversa, o que nos obrigou a discutir a diferença entre Édipo biológico e Édipo estrutural, além da noção de desejo como algo que tem, na sua constituição prototípica, algo de perverso. Buscando confirmar a hipótese acima formulada, num primeiro momento, percorreu-se os textos de Freud considerados chaves para a compreensão do conceito de perversão. Em seguida, apresentamos dados empíricos acerca dos sinais de tolerância que a nossa cultura vêm sedimentando, neste momento histórico, às conjugalidades homoeróticas, com destaque para o projeto de parceria civil, bem como a presença de assassinatos de homossexuais, tais como o de Edson Néris da Silva. Posteriormente, segue uma definição de perversão, formulada pela psicanálise, pertinente à confirmação de nossa hipótese, no caso, a metáfora do jogo de tapeação. Esta noção de perversão nos servirá como argumento principal para ilustrar a perversão no laço conjugal, como algo que independe do sintoma da homossexualidade. Foi pertinente nos referirmos à uma outra reformulação psicanalítica sobre a perversão, a saber: a saída perversa do neurótico e sua paixão em aderir ao semblante de saber compartilhado. Esta reformulação teórica nos serviu como argumento de análise e discussão sobre o uso ideológico que a ciência adquire, em certos casos, a favor da manutenção deste semblante de saber compartilhado, ao invés de esclarecer equívocos, como por exemplo, a obrigatoriedade do sintoma da homossexualidade como perversão. Finalmente, concluímos o nosso trabalho com a posição ética sugerida por Jurandir Freire Costa, sobre ética historicista, pois este argumento nos convida à questionar certos dogmas instituídos historicamente em nossa sociedade
Palavras-chave: Cultura
Perversao
Psicanalise
Homoerotismo
Homossexualidade
Laco conjugal
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Psicologia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social
Citação: Hermann, Maurício Castejón. Laço conjugal homoerótico. 2000. 187 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2000.
Tipo de Acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/17209
Data do documento: 31-Jan-2000
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Mauricio Castejon Hermann.pdf
  Restricted Access
8,06 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.