REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Gerontologia
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/12362
Tipo: Dissertação
Título: Calçadas manauaras e idosos: desafios urbanísticos na capital do Amazonas
Título(s) alternativo(s): Sidewalks and the elderly: urban challenges
Autor(es): Coulibaly, Ieda Guedes Simões
Primeiro Orientador: Karsch, Ursula Margarida
Resumo: O tema em pauta preocupa-se com a questão da acessibilidade e da mobilidade das pessoas idosas no espaço urbano. A pesquisa foi realizada na Capital do Amazonas, Manaus, especificamente, em suas calçadas. O estudo define-se por ser qualitativo e quantitativo, sendo registradas imagens das calçadas manauaras e realizadas entrevistas, gravadas, com 14 idosos. Teve por objetivo geral conhecer o impacto dos obstáculos para a circulação urbana, enfrentados pela população idosa, em maio de 2010 e, por objetivos específicos: traçar o perfil demográfico e social dos sujeitos que circulam pelas calçadas; detectar as condições arquitetônicas deste espaço; identificar situações de riscos para a população idosa; tornar público as questões de infraestrutura das calçadas e, contribuir para a implementação de políticas públicas focadas nos critérios básicos de promoção da acessibilidade e mobilidade dos moradores de Manaus. Os resultados obtidos foram classificados em seis categorias analíticas, definidas a partir das recomendações do Programa Calçadas para Todos , campanha educacional desenvolvida pela prefeitura, baseada no Plano Diretor de Manaus e do Programa Cidade Amiga do Idoso da OMS. Detectou que os sujeitos deste estudo são pessoas idosas de ambos os sexos, 6 (43%) homens e 8 (57%), mulheres; idade mínima 60 anos, máxima 79, com média de 70 anos; todos relataram ser alfabetizados, a maioria 7, (49%) tem ensino fundamental; evidenciou-se que 6 (42%) são manauaras; 9 (63%) aposentados; 4 (28%) utilizam a via pública, para ir ao trabalho e; todos os 14 sujeitos identificaram obstáculos nas calçadas e; destes, 11 disseram ter dificuldades para circular por elas. Como considerações finais, o estudo destacou a evidência de situações de riscos a integridade biopsicosocial das pessoas, principalmente para a pessoa idosa que transita por calçadas e ruas, correndo riscos de quedas e atropelamento, podendo causar-lhes seqüelas mais graves ou mesmo levá-las à morte. E contribuiu com procedimentos metodológicos, replicáveis. Sugerido que a pesquisa seja aprofundada em inquéritos com universo maior, e até mesmo em outras cidades, por ser um estimulo a ação e a reflexão num sentido de mobilizar e implantar nas comunidades espaços públicos que incentivem a vida comunitária
Abstract: This paper is concerned with the issue of accessibility and mobility of elderly people in urban spaces. The study was conducted in the capital city of Manaus, Amazon State, Brazil, focusing specifically on its sidewalks. Using quantitative and qualitative methods, images of Manaus sidewalks were captured and interviews with 14 elderly people were recorded in May 2010. The main goal of the study is to analyze the impact of obstacles hindering circulation of the elderly population in the urban environment. The study also sought to outline a demographic and social profile of elderly individuals who circulate along public sidewalks; find out the architectural framework for these spaces; identify imminent hazards for the elderly population; make the sidewalk infrastructure public; and contribute to the implementation of public policies focused on basic criteria to promote accessibility and mobility for Manaus residents. Results from interviews were grouped into six analytical categories as defined from recommendations of the Sidewalk for All Program, a pedestrian-safety education campaign developed by the Manaus City Government. The subjects of this research are elderly people of both sexes, among whom 6 (43%) are male and 8 (57%) are female, aged between 60-79 years old and average age of 70 years old; all respondents have basic education, whereas most of them (7 or 49%) are high school graduates. The research found that 6 respondents (42%) were born in the city of Manaus; 9 (63%) are retired; 4 (28%) walk to work; and all 14 respondents said there were obstacles on public sidewalks, while 11 found it difficult to walk along them. As a final consideration, the study highlighted potential hazards for the biopsychosocial integrity of pedestrians, especially elderly people who walk along public sidewalks and streets often at risk of tripping and falling or getting run over, which may lead to serious accidents or even death. The research has also contributed to replicable methodological procedures. As a stimulant to action and reflection, we suggest that this study should be further deepened involving a larger number of respondents from other Brazilian capital cities so as to mobilize citizens and implement public spaces in local communities to enhance community life
Palavras-chave: Calçadas manauaras
Idosos
Situações de riscos
Sidewalks from Manaus
Elderly people
Hazard situations
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Gerontologia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Gerontologia
Citação: Coulibaly, Ieda Guedes Simões. Sidewalks and the elderly: urban challenges. 2010. 95 f. Dissertação (Mestrado em Gerontologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12362
Data do documento: 1-Set-2010
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Gerontologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Ieda Guedes Simoes Coulibaly.pdf3,34 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.