REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/9387
Tipo: Dissertação
Título: Economia criativa: acesso e distribuição de bens culturais
Autor(es): Carvalho, Leandro de
Primeiro Orientador: Dowbor, Ladislau
Resumo: Economia criativa é o tema que permeia a discussão deste trabalho. Enquanto se discute suas definições, sua abrangência e sua dimensão, foi focada atenção em dois de seus aspectos: o acesso e a distribuição de bens culturais. Esse recorte foi escolhido pela grande tensão que se percebe nessa produção cultural: de um lado a indústria fonográfica e audiovisual com um modelo de negócio que realiza lucro, gerando escassez por meio do suporte (meio físico), sendo passível de controle e restrição; de outro lado, o movimento de usuários de tecnologia, principalmente internautas, promovendo ações que minam as bases da indústria cultural: tornam o suporte desnecessário e o acesso irrestrito e rápido, e alteram as formas de distribuição, por meio dos canais de compartilhamento e exibição de qualquer produção cultural, ao alcance do computador mais próximo. Diante desses acontecimentos e tensões, discute-se, nessa pesquisa, a evolução do computador: de máquina de armazenamento apenas, para máquina de acesso. Discute-se, também, a rede mundial como grande difusora de produção cultural, principalmente para os pequenos produtores. Por fim, concluiu-se que as novas facilidades de criação de produção cultural, nas áreas musical e audiovisual, revelam uma contradição importante: os ambientes de maior valorização do acesso, da inovação, da criatividade e da cultura (com base nas análises de Rifkin), poderiam ser completamente apropriados pela indústria cultural, aproveitando-se das mudanças nas percepções das demandas. Entretanto, paralelamente a este novo modelo de incentivo, a rede mundial passa a disponibilizar ferramentas para que a criação, a distribuição e o acesso sejam totalmente desintermediados, minimizando qualquer tentativa da indústria cultural no sentido de controle total do que é produzido e distribuído como bem cultural. Novas possibilidades para o produtor cultural foram colocadas em cena e esse profissional poderá escolher e, possivelmente, dependerá menos da grande indústria cultural para geração de seu sustento, por meio de sua arte
Abstract: Creative economy is the theme that permeates the discussion of this work. While discussing its definitions, its scope and its size, the attention was focused on two of its aspects: access and distribution of cultural goods. These aspects were chosen based on the tension that was noticed in the cultural production: on the one hand, the music and audiovisual industry with a business model that makes profit, creating scarcity through the medium (physical environment), being controled and restrict; on the other hand, the movement of technology users, especially Internet users, promoting actions that undermine the bases of cultural industry: they make the support desnecessary and the access becomes unrestricted and fast, and change the ways of distribution, through the channels of sharing and viewing of any cultural production, that can be seen using the nearest computer. In light of these events and tensions, the development of the computer is discussed in this research: from the machine for storage only, to the machine of access. It´s also discussed, at this study, the global network as the great diffuser of cultural production, especially for small producers. Finally, it was concluded that the creation of new production facilities for cultural, musical and audiovisual areas reveal an important contradiction: the environments of greatest enhancement of access, innovation, creativity and culture (based on analysis of Rifkin), could be completely appropriated by the cultural industry, taking up the changes in perceptions of the demands. However, alongside this new type of incentive, the global network provides tools in order to completely unlink creation, distribution and access, minimizing any attempt of the cultural industry in the sense of total control of what is produced and distributed as a cultural good. New possibilities for the culture producer were placed and this professional can select and, possibly, depend less on the big cultural industry in order to feed their lives, through their art
Palavras-chave: Economia criativa
Produção cultural
Bens culturais
Creative economy
Cultural production
Cultural goods
Cultural industry
Artes -- Aspectos economicos
Cultura -- Aspectos economicos
Industria cultural -- Aspectos economicos -- Brasil
Politica cultural
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Economia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política
Citação: Carvalho, Leandro de. Economia criativa: acesso e distribuição de bens culturais. 2009. 100 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/9387
Data do documento: 27-Mai-2009
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Leandro de Carvalho.pdf632,73 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.