REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/26513
Tipo: Tese
Título: O Hércules Quasímodo da psicologia sócio-histórica: ontologia negativa, lutas políticas e dimensão subjetiva da realidade
Autor(es): Farias, Marcio
Primeiro Orientador: Furtado, Odair
Resumo: O objetivo deste trabalho é o de situar o tema do racismo e subjetividade a partir da Psicologia Sócio Histórica. Para tanto, recompondo a contrapelo uma história da subjetividade e da psicologia em sua abstração e sua contingência racial, para discutir o tema de como os povos entendidos como sem história, neste caso, africanos e seus descendentes, também foram entendidos como sem subjetividade e consequentemente subtraídos do panteão da humanidade, não só pelo pensamento conservador, mas também pelo pensamento progressista, inclusive o marxismo. Daí que o eurocentrismo de um lado e a ontologia negativa de outro serão os motes a serem discutidos neste momento. Em linhas gerais, para a ciência da alma se afirmar enquanto logos na tradição ocidental, existiu um correspondente de experiência vivida, porém omitida ou negligenciada de não europeus. A tese é de que sem que se refaça esse caminho, não será possível o devido cotejamento e apreensão da dimensão subjetiva da realidade e da experiência negra. Também se debate a particularidade brasileira para a emergência tanto da Psicologia Sócio-Histórica como do protesto negro contemporâneo. Foram coexistentes no tempo e no espaço, no entanto estavam em caminhos paralelos, ainda que o destino fosse comum. Ao fim , analisa-se a maturidade teórica da Psicologia Sócio-Histórica e como as categorias dessa escola podem contribuir para o entendimento e enfrentamento do racismo. Para tanto, faz-se ampla revisão bibliográfica. Como consideração final aponta-se para a categoria dimensão subjetiva do racismo como possibilidade analítica para compreensão e qualificação das campo das relações sociais contemporâneas.
Abstract: The objective of this work is to refer the theme of racism and subjectivity from the Socio-Historical Psychology viewpoint. Therefore, recomposing against the grain, a history of subjectivity and psychology in its abstraction and its racial contingency, to discuss the theme of how people understood as without history, in this case, Africans and their descendants, were also understood as without subjectivity and consequently subtracted from the pantheon of humanity, not only by conservative thought, but also by progressive thought, including Marxism. Hence, Eurocentrism on the one hand and negative ontology on the other will be the mottos to be discussed at this time. As a whole, for the science of the soul to assert itself as logos in the Western tradition, there was a correspondent of lived experience, however omitted or neglected by non-Europeans. The thesis is that without redoing this path, it will not be possible to properly compare and apprehend the subjective dimension of reality and the black experience. The Brazilian particularity for the emergence of both SocioHistorical Psychology and contemporary black protest is also debated. They coexisted in time and space, however they were on parallel paths, even though fate was common. Finally, the theoretical maturity of Socio-Historical Psychology is analyzed and how the categories of this school can contribute to the understanding and confrontation of racism. For this purpose, an extensive bibliographic review is carried out. As a final consideration, the category subjective dimension of racism is pointed out as an analytical possibility for understanding and qualifying the field of contemporary social relations.
Palavras-chave: Racismo
Racism
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social
Citação: Farias, Marcio. O Hércules Quasímodo da psicologia sócio-histórica: ontologia negativa, lutas políticas e dimensão subjetiva da realidade. 2022. Tese (Doutorado em Psicologia: Psicologia Social) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2022.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/26513
Data do documento: 16-Mai-2022
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Márcio Farias.pdf1,95 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.