REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/22108
Tipo: Tese
Título: Teatro social dos afetos
Autor(es): Fernandes, Kelly Cristina
Primeiro Orientador: Sawaia, Bader Burihan
Resumo: A presente pesquisa desenha o que chamamos Teatro Social dos Afetos (TSA), uma metodologia com base no Teatro do Oprimido que considera o afeto um conceito político central e se detém na complexidade e nuances da relação entre oprimido e opressor. Para tanto, usa dados secundários, fornecidos pelos relatórios de um projeto de formação para professores em Teatro do Oprimido no Ensino Fundamental I e II e da criação de grupos de teatro para fomentar grêmios escolares e, também, para colaborar com o enfrentamento da violência nas escolas. Nesta pesquisa, as ideias de afeto, paixão e potência de Espinosa junto a ideia de catarse de Vigotsky tem lugar central nas reflexões teóricas e no delineamento do TSA. Os relatórios apresentam o debate sobre os conflitos cotidianos, traumáticos e violentos, cujo processo de transformação é mediado pela arte. Dentre eles, foram escolhidos os relatórios referentes à questões de gênero, em especial, ao abuso sexual infantil, à homofobia e ao machismo na escola e na família, por serem os mais recorrentes e tipificarem as principais questões que orientaram a ideia e a forma do TSA. Assim, a pesquisa defende o afeto como questão política e pedagógica, ao mesmo tempo que, incorpora essa teoria na definição de uma metodologia de enfrentamento, em grupo, da violência nas escolas. O reconhecimento e a confiança que apoiam a noção comum, aumentando a potência de vida dos sujeitos, destacaram-se como pontos fundamentais para a metodologia. Por fim, ressalta-se que a tese pretende também ser material de apoio a quem utiliza ou pretende utilizar essa metodologia em grupos
Abstract: The present research draws what we call Social Theater of the Affect (STA), a methodology based on the Theater of the Oppressed, which considers affect as a central political concept and reflects on the complexity and nuances of the relationship between the oppressed and the oppressor. The research uses secondary data, provided by the reports of a project in Theater of the Oppressed which consisted in teacher-training at an Elementary and Middle School and the creation of theater groups. The objective of these groups was to promote students’ council groups and also to challenge violence within the school. In this research, the ideas of affect, passion and power of Espinosa and Vygotsky’s idea of catharsis take center stage within the theoretical reflections and provided the structure underpinning the STA. The reports present the debates on the daily traumatic and violent conflicts, documenting how these processes of transformation are mediated by art. Among them, reports on gender issues, in particular, child sexual abuse, homophobia and chauvinism in schools and in the families were selected, as they were the most recurrent and the main typified issues that guided the idea and form of the STA. Thus, the research defends affect as a political and pedagogical issue, and also incorporating within this theory a definition of a methodology to support the collective confrontation of violence in schools. The recognition and trust that supports the commonalities between people and how this increases people’s life potential, stood out as fundamental points for this methodology. Finally, it is emphasized that the further objective of the thesis is to be a supportive resource for those who use or intend to use this methodology in groups
Palavras-chave: Teatro Social dos Afetos, Grupos
Afeto (Psicologia)
Teatro escolar
Teatro na educação
Mudança social
Social Theater of the Affect, Groups
Affect (Psychology)
College and school drama
Drama in education
Social change
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social
Citação: Fernandes, Kelly Cristina. Teatro social dos afetos. 2019. 291 f. Tese (Doutorado em Psicologia: Psicologia Social) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2019.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/22108
Data do documento: 11-Mar-2019
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Kelly Cristina Fernandes.pdf5,32 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.