REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/20115
Tipo: Tese
Título: Sabe com quem você está falando? a ausência de conhecimentos multiculturais na formação de psicólogos
Autor(es): Chagas, Reimy Solange
Primeiro Orientador: Sandoval, Salvador
Resumo: A presente pesquisa tem como objetivo refletir sobre a ausência de conhecimentos multiculturais na formação de psicólogos (as), tendo como referência inicial a história e o desenvolvimento da psicologia brasileira, onde a predominância de profissionais das áreas médicas e ciências humanas delinearam e instituíram práticas baseadas em modelos intervencionistas psicométricos e clínicos. Estes, por sua vez, se consolidaram como discursos vigorosamente difundidos, com vistas a atender demandas voltadas à adequação e a projetos sociais desenvolvimentistas, delineando um panorama enviesado politicamente pelas disputas por monopólio científico em seu ensino. A conjuntura histórica e sociopolítica brasileira entre os anos de 1960 até os anos 2000 marcou indelevelmente a formação em psicologia, exigindo contextualização na instrumentalidade da profissão referente aos seus aspectos teóricometodológicos, técnico-operacionais e ético-políticos. Porém, o desenvolvimento exponencial do ensino superior em conformidade com lógicas mercantis neoliberalistas, comprometeu a qualidade desta formação, cujas implicações compõem o arcabouço teórico-metodológico presente na polissemia do conceito de currículo. Formação e currículo são conceitos imbricados, pois dizem respeito às abordagens teórico-metodológicas do processo de ensinoaprendizagem e à sua potência como instrumento político-educacional, respectivamente. Deste modo, as questões psicopolíticas subjacentes ao preceito de compromisso social da psicologia exigem que o currículo da sua formação seja consonante e dialógico com a realidade social, haja vista que não é neutro, enuncia discursos, revela lugares e dispõe relações de saber-poder. Na atualidade, a abordagem curricular pós-crítica é representativa desta perspectiva pelo fato de pautar, além disto, o multiculturalismo. Este se refere às políticas de (re) conhecimento da diversidade cultural, bem como das assimetrias, hierarquizações e desigualdades que abrangem e decorrem do conceito de cultura, intrínseco ao termo. No campo educacional se relaciona com a decolonialidade dos saberes e como um dos elementos de inovação no ensino superior. Pelo fato de o conceito de cultura estar relativamente ausente no currículo de maneira articulada com as práxis em psicologia, busca-se apresentar a etnopsiquiatria como uma abordagem interdisciplinar, que estuda fenômenos psíquicos e as suas vicissitudes em função dos diversos grupos étnico-culturais aos quais os indivíduos pertencem e através da articulação teóricometodológica entre psiquismo e cultura
Abstract: This research aims to reflect about the absence of multicultural knowledges in the psychologists training, having as an initial reference the history and development of brazilian psychology, where the predominance of professionals from the medical and human sciences delineated and instituted practices based on psychometric and clinical interventionist models. These, in turn, were consolidated as vigorously disseminated discourses, with the purpose of meeting demands aimed at adequacy and developmental social projects, outlining a panorama politically biased by disputes over scientific monopoly in their teaching. The brazilian historical and sociopolitical conjuncture between the 1960s and the 2000s marked indelibly the psychology training, requiring contextualization in the profession intrumentality, regarding their theoreticalmethodological, technical-operational and ethical-political aspects. However, the exponential development of higher education in accordance with neoliberalist commercial logic compromised the quality of this training, whose implications compose the theoretical-methodological framework included in the polysemic concept of the curriculum. Training and curriculum are imbricated concepts, since they concern the theoretical-methodological approaches of the teaching-learning process and his potency as a political-educational instrument, respectively. Therefore, the psycho-political issues underlying the precept of social commitment of psychology require that the curriculum of this formation be consonant and dialogical with the social reality, since isn’t neutral, enunciates speeches, reveals places and has relations of know-power. Nowadays, the post-critical curricular approach is representative of this perspective because it also guides multiculturalism. This refers to the policies of (re) knowledge of cultural diversity, as well as the asymmetries, hierarchies and inequalities that cover and derive from the concept of culture, intrinsic to the term. In the educational field it is related to the decoloniality of knowledge and as one of the elements of innovation in higher education. Because the concept of culture is relatively absent in the curriculum in a way articulated with praxis in psychology, we try to present ethnopsychiatry as an interdisciplinary approach that studies psychics phenomena and their vicissitudes due to the diverse ethnic-cultural groups to which the individuals belong and through the theoretical-methodological articulation between psychism and culture
Palavras-chave: Psicólogos - Prática profissional
Psicólogos - Formação profissional
Psicologia - Estudo e ensino
Psychologists - Professional Practice
Psychologists - Vocational training
Psychology - Study and teaching
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social
Citação: Chagas, Reimy Solange. Sabe com quem você está falando? a ausência de conhecimentos multiculturais na formação de psicólogos. 2017. 359 f. Tese (Doutorado em Psicologia: Psicologia Social) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017.
Tipo de Acesso: Acesso Embargado
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20115
Data do documento: 9-Mai-2017
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Reimy Solange Chagas.pdf
  Restricted Access
17,45 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.