REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/14897
Tipo: Dissertação
Título: Laços míticos de família: paródia, rito e lirismo em Lavoura arcaica
Autor(es): Salles, Lilian Silva
Primeiro Orientador: D'Angelo, Biagio
Resumo: O presente estudo tem por objetivo elucidar a reescritura mítico-paródica da Parábola do filho pródigo presente no romance Lavoura arcaica, de Raduan Nassar. Nosso intuito é flagrar, nesse discurso narrativo de Nassar, a peculiaridade de sua escritura, na qual identificamos procedimentos poéticos como: o lirismo, o silêncio, o sagrado e o profano que apresentam no discurso dialógico do romance recorrência e alternância do orgânico, do visceral e do natural que otimizam a questão do mito no romance. Para tanto, levantamos a seguinte questão: De que maneira o romance Lavoura arcaica, de Raduan Nassar, ao dialogar de forma paródica com a Parábola do filho pródigo, reconstrói, em prosa lírica, os laços míticos de família, gerando um rito de renovação cósmica? As principais hipóteses que nos orientaram foram: ao dialogar com a Parábola do filho pródigo, o romance Lavoura arcaica reconstrói os laços míticos de família por meio de um lirismo tenso entre o dialogismo e o silêncio. Ainda cogitamos que os laços míticos de família, presentes em Lavoura arcaica, promovem uma narrativa circular, na qual o rito de renovação cósmica assume a fusão do místico e do paródico pela presença do sagrado e do profano, trazendo o homem de volta ao orgânico, ao visceral e ao natural. Para refletir sobre essa problemática, traçamos um percurso de estudo do mito tratando o conceito segundo os teóricos Mircea Eliade, Gilbert Durand e Joseph Campbell. Da mesma forma, a respeito da paródia e do dialogismo, temos como base teórica os estudos de Mikhail Bakhtin. Por uma peculiaridade desse romance nassariano, o sagrado e o profano foram estudados a partir dos estudos também de Mircea Eliade, já a questão do silêncio presente no romance está embasado nos estudos de Eni Orlandi. Revelamos as relações de poesia e lirismo, tendo como embasamento os ensaios críticos de T.S. Eliot. Enfim, a pesquisa evidenciou-nos que os laços míticos de família foram os construtores das tensões discursivas e da reescritura paródico-mitica presentes no romance. Ao longo deste trabalho, observamos que o mito do eterno retorno no discurso da narrativa constrói Lavoura arcaica como metáfora da busca de uma unidade familiar perdida
Abstract: This study aims to elucidate the parody rewriting of the Parable of the Prodigal Son and its mythic allusions in Raduan Nassar s novel Lavoura Arcaica. Our aim is to point out, in Nassar s narrative discourse, the peculiarity of its structure in which we have identified poetic procedures as lyricism, silence, the sacred and the profane. These strategies recur in the novel, alternating the organic and the visceral with the problematization of the natural and the mythic. Therefore, we raised the following question: how does Lavoura Arcaica engage itself in a dialogue parody with the Parable of the Prodigal Son , and reconstruct, in a poetical prose, the mythical family ties, generating the rite of cosmic renewal? For us Lavoura Arcaica reconstructs these mythical ties through a tense lyricism between the dialogism and the silence. The mythical family ties in Lavoura Arcaica promote a circular narrative in which the rite of comic renewal is organizing with the fusion of the mystic and of parodying the presence of the sacred and the profane that bring the subject back to the organic, visceral and natural. Reflecting upon this issue, we studied the theory of myth dealing with the concept according to some scholars as Mircea Eliade, Gilbert Durand and Joseph Campbell. For the discussion of parody and dialogism, we have focused on Mikhail Bakhtin studies. We also discussed, the sacred and the profane as a pecualiarity of Nassar s novel, focusing on Mircea Eliade s studies, and the question of silence, presented in the novel, basing on Eni Orland´s studies. On the relation between poetry and lyricism, we have chosen the critical essays of T.S. Eliot. This study on Nassar s novel showed us that the mythical family ties are the bases for the discursive tensions and the parody rewriting of myth. Along this project, we observed that in the narrative discourse the myth of the eternal return has constructed Lavoura Arcaica as a great allegory of the ruins of a family unit
Palavras-chave: Paródia
Poesia
Dialogismo
Visceral/orgânico
Lirismo
Literatura brasileira
Myth
Parody
Poetry
Dialogism
Visceral/organic
Lyricism
Brazilian literatur
Nassar, Raduan -- 1935- -- Lavoura arcaica -- Critica e interpretacao
Analise do discurso literario
Mito na literatura
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LITERATURA COMPARADA
Idioma: por
País: BR
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Literatura
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Citação: Salles, Lilian Silva. Laços míticos de família: paródia, rito e lirismo em Lavoura arcaica. 2009. 145 f. Dissertação (Mestrado em Literatura) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/14897
Data do documento: 30-Abr-2009
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Lilian Silva Salles.pdf482,14 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.