REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/14653
Tipo: Dissertação
Título: Quaderna: a lírica erótico-amorosa de João Cabral de Melo Neto
Autor(es): Marques, Patrícia
Primeiro Orientador: Junqueira, Maria Aparecida
Resumo: A presente dissertação tem como objetivo refletir sobre poemas do livro Quaderna (1960), do poeta João Cabral de Melo Neto, a fim de apreender o nó tensional que gera um lirismo às avessas do lirismo tradicional. Para alcançar essa meta, levanta a seguinte indagação: Até que ponto o sujeito poético em Quaderna materializa uma voz lírico-erótico-amorosa na linguagem poética de João Cabral de Melo Neto? A fundamentação teórica que norteia este trabalho é composta por duas vertentes: uma teórica, que buscou apreender por meio de teorias como as de Hugo Friedrich e Käte Hamburger, o tipo de lirismo inscrito nos poemas selecionados; a outra, teórico-crítca, que buscou, nas proposições poéticas do próprio poeta, as possibilidades da tematização do feminino por uma veia erótico-amorosa. O trabalho procura explorar, ao longo de três capítulos, a riqueza imagética dos poemas, ressaltando primordialmente a abrangência poemática do discurso cabralino, no que diz respeito à visualidade, plasticidade, concreção e sensorialidade. Entre outras considerações, apreende-se em Quaderna uma temática lírico-amorosa que enfatiza o feminino por meio de uma linguagem erótico-sensual que cria similitudes entre mulher e elementos naturais, além de priorizar a própria escritura poética como fonte de lirismo
Abstract: The following essay is aimed to reflect the poems from the book Quaderna (1960), by the poet João Cabral de Melo Neto. Its focus is to reflect on the tension knot that generates a reversal lyricism from the traditional lyricism. In order to reach this goal, the following questioning is raised: To what extent, does the book Quaderna, materializes a lyric-erotic-loving voice in the poetic of João Cabral de Melo Neto? The theoric reason that guides this paper is composed by two strands, the first one on theoric that tried to apprehend in theories such as Hugo Friedrich s and Käte Hambruger s, the lyricism type registered in Quaderna, the second strand looked for in João Cabral´s criticism the possibilities of female thematization through a loving-erotic vein. The paper tries to explore, throughout three chapters, the poems imagery wealth,outstanding primarily the poetic width of Cabralian speech, that concerns the visuality,plasticity,concretion and sensuousness. Among other considerations, it´s aprehended in Quaderna the love-lyricism thematic that emphasizes the female through a sensual erotic language that creates the similarities between the woman and the natural elements, besides it also prioritizes the poetic writing as a lyricism
Palavras-chave: João Cabral de Melo Neto
Quaderna
Lirismo
Erotismo
Imagem
Feminino
Lyricism
Eroticism
Image
Female
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LITERATURA COMPARADA
Idioma: por
País: BR
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Literatura
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Citação: Marques, Patrícia. Quaderna: a lírica erótico-amorosa de João Cabral de Melo Neto. 2010. 103 f. Dissertação (Mestrado em Literatura) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/14653
Data do documento: 1-Out-2010
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Patricia Marques.pdf852,6 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.